O Sistema Endócrino Função, Hormônios e Glândulas – Fisiologia Humana

O sistema endócrino é formado por um conjunto de órgãos que, através de suas células conseguem sintetizar diversas substâncias químicas. Estes órgãos são denominados de glândulas endócrinas. Estas substâncias químicas recebem o nome de hormônios.

1. SISTEMA ENDÓCRINO

Os hormônios atuam em células específicas do corpo, denominadas de células alvo. Estas células possuem em sua membrana proteínas capazes de identificar os Hormônios e a eles se ligarem. As principais glândulas hormonais são: hipófise (glândula pituitária), hipotálamo, tireóide, supra renais (adrenais), pâncreas, gônadas e as paratireóideas.
Alguns hormônios produzidos pela hipófise atuam sobre outras glândulas comandando a secreção de outros hormônios. São os chamados trópicos. Os principais hormônios são:

a) Tireotrópicos: atuam sobre a glândula endócrina tireóide;

b) Adrenocorticotrópicos: atuam sobre o córtex da glândula endócrina adrenal (supra-renal);

c) Gonadotrópicos: atuam sobre as gônadas masculinas e femininas;

d) Somatotróficos: atuam no crescimento, promovendo o alongamento dos ossos e estimulando a síntese de proteínas e o desenvolvimento da massa muscular.

O tecido gorduroso também possui atividade endócrina. Ao acumular certa quantidade de gordura ele produz um hormônio denominado leptina que atua no hipotálamo, diminuindo o apetite.

A tabela 1 abaixo resume os principais hormônios, a glândula secretora e sua atuação.

 

 GLÂNDULA   HORMÔNIO (Regulação)   FUNÇÃO
 HIPÓFISE 
(NEURO

HIPÓFISE)
Oxitocina (Sistema Nervoso)

ADH (Osmolaridade do Sangue)
Estimula a contração da musculatura uterina e das glândulas mamárias.


Promove a reabsorção de água pelos rins.
 HIPÓFISE
(ADENO HIPÓFISE)
Somatotrofina
(hormônios do hipotálamo)

Prolactina
(hormônios do hipotálamo)

FSH (estrógeno no sangue)

LH (Progesterona no sangue)

Adrenocroticotróficos (Cortisol)

Tiretróficos (Tiroxina)
Estimula o crescimento geral do corpo.


Promove a secreção da progesterona e estimula a secreção e produção do leite.



Estimula os folículos ovarianos na mulher a espermatogênese no homem.


Estimula o corpo lúteo e a ovulação e as células intersticiais no homem.



Estimula a secreção de hormônios pelas glândulas supra renais.


Estimula a glândula tireóide a secretar seus hormônios.
 PÂNCREAS
Insulina (glicose no sangue)

Glucagon (glicose no sangue)
 Estimula o armazenamento de glicose e a síntese de proteínas.



Estimula a quebra de glicogênio no fígado.
 TIREÓIDEA
Calcitonina (cálcio no sangue)

Tiroxina
 Deposição de cálcio nos ossos diminuindo a concentração deste no sangue.


Estimula e mantêm os processos metabólicos
 MEDULA SUPRA RENAL
Adrenalina (controle nervoso)

Noradrenalina (controle nervoso)
 Aumenta a concentração de glicose no sangue e vasoconstrição na pele.


Acelera os batimentos cardíacos e vasoconstrição geral no corpo.   
 OVÁRIOS
Estrógeno (FSH e LH)

Progesterona (FSH e LH)
 Estimula o crescimento da mucosa uterina e as características sexuais femininas.



Mantêm o crescimento da mucosa uterina.
 TESTÍCULOS Andrógenos (FSH e LH)  Estimula a espermatogênese e as características sexuais masculinas.
 PARATIREÓIDEA
Paratormônio (cálcio no sangue)  Eleva a concentração de cálcio no sangue liberando-o dos ossos.

 

A tabela 2 mostra as principais disfunções hormonais.

PRINCIPAIS DISFUNÇÕES HORMONAIS


 GLÂNDULA (HORMÔNIO)   DISFUNÇÃO
 SINTOMAS
 

ADENO HIPÓFISE
(SOMATOTROFINA)
Gigantismo (elevada produção)

Nanismo (baixa produção)

Acromegalia (elevada produção em adultos)
Estatura elevada


Estatura baixa
Espessamento ósseo anormal
nos dedos, dentes, nariz.
 NEURO HIPÓFISE (ADH) Diabetes insípido Urina abundante e diluída e muita sede. Não há excesso de glicose no sangue nem na  urina.
 TIREÓIDE (T3 e T4)
Cretinismo (baixa produção em crianças)

Bócio endêmico (baixa produção nos adultos)

Hipertiroidismo
Retardamento físico, mental e sexual.


Crescimento exagerado da glândula por deficiência de iodo na alimentação, sonolência, obesidade, edema e pressão arterial e freqüência cardíaca baixas.


Retardamento físico, mental e sexual.
 PÂNCREAS (INSULINA)  Diabetes mellitus Hiperglicemia, aumento de sede, dificuldade de cicatrização, coma diabético, desidratação.

Sobre admin